COSMÉTICOS SEM TESTES EM ANIMAIS SÃO SEGUROS?

Métodos alternativos ganham espaço em nome de produtos sem crueldades e mais éticos.

Por: Sabrina Pires

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Não é fácil decifrar, e ainda mais difícil, confiar no que dizem as embalagens. Faltam certificados.

O mercado de cosméticos vive um boom de produtos cheios de nomes verdes, rótulos do bem e coelhinhos que tentam convencer o público de que os animais foram poupados. Não é fácil decifrar, e ainda mais difícil, confiar no que dizem as embalagens. Faltam certificados.


Existe ainda uma parte importante da indústria que fala em segurança acima de qualquer outro valor. O que na prática significa dizer que "se alguém tem que pagar, que sejam coelhos, beagles e macacos". Bom, sempre foi assim. Mas agora nem o argumento da segurança está se sustentando.


É um assunto simples? Não. Mas dá para ter uma ideia. O "E aí, bicho?"conversou com a médica dermatologista Adriana Leite, criadora da plataforma Cosm-éticos. Veja abaixo.

Admita: um bom batom pode fazer a mulher mudar o astral! E um creme para o rosto? Para o cabelo? Perfume, esmalte? Quem escapa do mercado biolionário da beleza? 


Não tem nada de errado em que querer se sentir bela ou investir no bem-estar. Mas a coisa pode ficar feia rapidinho se esse ritual estiver contaminado por crueldade animal. Claro, nem todos vão ligar, mas a parte dos consumidores que se importam começa a fazer o mercado rever suas escolhas.


Eleições

Siga-nos nas Redes Sociais

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Youtube Branco
  • Ícone do Instagram Branco

©2020 por UX DEC - Criado com Wix.com

e-mail: contato@eaibicho.com.br               website: www.eaibicho.com.br