OUTUBRO ROSA PET ALERTA PARA PREVENÇÃO DE TUMOR NOS ANIMAIS DOMÉSTICOS

Apalpar mamas dos animais como se fosse nosso "autoexame" ajuda no diagnóstico precoce de tumores

15 de outubro de 2020 03:00:00

Por: Sabrina Pires

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
Qualquer alteração nas mamas, inclusive em machos, precisa de avaliação do médico-veterinário

Qualquer alteração nas mamas, inclusive em machos, precisa de avaliação do médico-veterinário

A campanha conhecida como "Outubro Rosa" existe para alertar e lembrar às mulheres sobre a importância de manter em dia os exames de diagnóstico de câncer. Quanto mais cedo souber, maiores as chances de cura.


Essa mesma ideia também ganhou os consultórios veterinários. É que as fêmeas de outras espécies enfrentam também o risco de desenvolver a doença.


Se sua gata ou cadela aparecer com um caroço nas mamas, ela vai (na maioria das vezes) precisar ser operada. 


Paralelo no mundo animal - O "autoexame" que as mulheres fazem nos seios para tentar identificar algum sinal pode ser adaptado em gatas e cadelas  - e aí quem faz é o responsável pelo animal. O procedimento não evita a doença, uma das mais frequentes em pets no país.


"Hoje talvez seja o tumor mais comum que a gente tenha em cadelas", diz a médica-veterinária Maria Cristina Timboni, do CRMV-SP, "a ideia é que a gente consiga identificar esse tumor quando ele é ainda menor que um grãozinho de arroz".


Ela explica que machos também podem desenvolver tumores nas mamas, embora em número bem menor.


"A cadela e a gata não têm uma mama única. Elas têm duas cadeias mamárias que vão desde a axilia até a virilha, uma de cada lado. São oito mamas ao todo", explica a veterinária.


A maioria dos tumores está próximo ao mamilo. E se aparecer algo que tenha uma consistência diferente é preciso levar ao médico-veterinário para avaliação e retirada do nódulo.


 "Todas as pesquisas demonstram que castração precoce feita antes do primeiro cio ou logo depois do primeiro cio quase que zera o câncer de mama em cadelas e gatas porque não tem a ação hormonal em cima da mama", afirma Maria Cristina Timboni


Tem como evitar? - Tem sim. Castração. "Todas as pesquisas demonstram que castração precoce feita antes do primeiro cio ou logo depois do primeiro cio quase que zera o câncer de mama em cadelas e gatas porque não tem a ação hormonal em cima da mama", afirma Maria Cristina. E um alerta aqui: castração não é laqueadura. "Castração é a retirada do útero e ovário sob anestesia geral, sem dor", diz. Ela também avisa que o uso de anticoncepcional aumenta a incidência de tumores e não é indicado.


Além de mais saúde e outras vantagens para o animal, a castração também fica muito mais em conta do que o tratamento de um tumor.